Salve Salve pessoal! Cá estou novamente e trago um tema muito interessante e que todo mundo busca!

Que tal conversarmos sobre como ser um verdadeiro Jedi da Criatividade? Bom, como o assunto é longo, vou dividir isso tudo em dois posts, dos quais esta é a primeira parte!

Vamos lá!

Durante nossa infância, quando rabiscávamos ou criávamos algo, os amigos dos nossos pais logo comentavam: “Nossa, seu filho é criativo, não?!”

Hoje quem trabalha nesse mundo criativo, seja no Design, na Publicidade ou nas Artes, muito provavelmente já ouviu o comentário acima, seja em casa, na rua ou na escola. Se você não ouviu, cuidado hein. Risos.

A criatividade não é um talento. É uma maneira de operar. (John Cleese).

Existe uma grande probabilidade de você já ter lido essa frase do John Cleese em algum lugar ou talvez ouvido alguém falar. Eu – particularmente – acredito muito nela e na capacidade que ela tem de definir. Na prática, a criatividade define como você executa uma mesma ação ou processo que outra pessoa. Criatividade é ou está no método, não em você. Logo, se está no método, ela pode ser aprendida, pode ser adaptada ou otimizada.

Se você apenas manter sua mente descansando contra o assunto de uma forma amigável, mas persistente, mais cedo ou mais tarde você vai ter uma recompensa de seu inconsciente. (John Cleese).

Essa é outra frase legal do John. Eu creio que a criatividade é a linha/fronteira da ação e procrastinação e essa frase fala algo interessante, algo do tipo “trabalhar relaxando”. A criatividade funciona através de tudo que já vimos, tocamos, ouvimos, cheiramos, etc. As vezes se faz necessário uma saída, um filme, uma música, afinal, se você ficar apenas encarando o canvas branco no Photoshop, não vai sair muita coisa né?! A criatividade lida com informações que você têm armazenadas consigo. A criatividade funciona através de gatilhos simples, mas bem (muito bem) transparentes pra não dizer ocultos. Não são invisíveis mas demoramos pra vê-los e compreendê-los. (Agora você compreende porque painel semântico ajuda? haha).

Acho que a criatividade como muitas skills, pode ser medida em níveis… E querendo ou não há seres alienígenas pessoas que transcedem esses níveis. A seguir gostaria que vissem dois vídeos espetaculares!

São vídeos do Steven Spazuk e da Michelle Vandy, respectivamente.

Impressionante, não é mesmo? Outro nível!

Na segunda parte do assunto nós desconstruiremos a criatividade. Conversaremos mais sobre caminhos que podemos tomar para chegar nesse nível. Mas calma que não acabou por hoje, logo a baixo trago à vocês parte de um infográfico que mostra algumas dicas para você não acabar assassinando sua criatividade.

São dicas simples sobre atitudes mais simples ainda, mas que fazemos sem perceber!

Infográfico-part1-01

MARCOZERO/Isaque Pereira (Reprodução) – Clique para ampliar

Por hoje é tudo pessoal! Fiquem ligado que no próximo post falaremos mais sobre o assunto! Abraço e até mais.

Siga o Marcozero no Twitter, Facebook e Instagram!

Share.

About Author

Marco Zero

Post escrito por mais de um colunista, um parceiro convidado, ou um artigo enviado por um de nossos leitores. Para colaborar conosco, ou sugerir alguma pauta, basta enviar um e-mail para contato@marcozero.rec.br.


Fatal error: Uncaught Exception: 12: REST API is deprecated for versions v2.1 and higher (12) thrown in /home/marcozer/public_html/wp-content/plugins/seo-facebook-comments/facebook/base_facebook.php on line 1273