Quem já assistiu ao filme “Quero Ser John Malkovich”, escrito pelo roteirista Charlie Kaufman e dirigido por Spike Jonze, certamente deve recordar bem do enredo onde o personagem Craig Schwartz, um fracassado manipulador de marionetes, consegue um novo emprego e lá descobre, por acaso, um portal de acesso à mente do célebre ator, produtor e diretor norte-americano John Malkovich. Na história, Craig aluga a experiência de viver durante 15 minutos na pele de outra pessoa para seus colegas de trabalho, que não resistem à tentação.

Metáforas à parte, quem recentemente teve a oportunidade de encarnar a pele de outras pessoas famosas foi o próprio Malkovich, durante um trabalho em parceria com o conceituado fotógrafo Sandro Miller. Em “Malkovich, Malkovich, Malkovich: Homage to photography masters”, os dois artistas recriaram algumas das mais representativas fotografias da história. Uma homenagem a fotógrafos como Dorothea Lange, Philippe Halsman, Albert Watson e Bert Stern.

2

(Foto original: Marilyn in Pink Roses, por Bert Ster – 1962) 

4

(Foto original: Alfred Hitchcock with Goose, por Albert Watson – 1973)

5

(Foto original: Salvador Dalí, por Philippe Halsman – 1954)

6

(Foto original: Jack Nicholson, por Herb Ritts – 1988)

7

(Foto original: Migrant Mother, Nipomo, California, por Dorothea Lange – 1936)

9

(Foto original:  American Gothic, Washington, D.C., por Gordon Parks – 1942)

10

(Foto original: Che Guevara, por Alberto Korda – 1960)

11

(Foto original: John Lennon and Yoko Ono, por Annie Leibovitz – 1980) 

Ao ver essas imagens, um pensamento logo me veio à mente: Ao posarmos para um retrato, o que aparece registrado é sempre algo entre nós mesmos e nosso alter-ego. Intencional ou não, as fotografias carregam consigo um quê de alegórico. São recortes do tempo, da história e de nossas próprias personalidades.

Share.

About Author

Marco Zero

Post escrito por mais de um colunista, um parceiro convidado, ou um artigo enviado por um de nossos leitores. Para colaborar conosco, ou sugerir alguma pauta, basta enviar um e-mail para contato@marcozero.rec.br.

Leave A Reply